Cenas Hot: My Criminal Love - 30/All I Need (~samilpsss)

Hey, gatinha, tudo bem? PERDÃO PELA DEMORA, SÉRIO. Enfim, fiz bem grandinho e espero que goste. :)

Ela estava me deixando louco com aquelas curvas. Era impossível não encarar sua cintura e mapear suas cochas; tudo em Ashley é perfeito, e isso me deixa nervoso interiormente. Minha respiração fica descompassada quando chego perto de seu corpo, decidido a fazer o que tinha de ser feito. Deslizo uma de minhas mão por seu quadril, roçando o lábio em seu pescoço. Automaticamente ela parou, estática. Ashley não tinha que entender o que eu estava fazendo, porém sei que quando cair na real estará dançando conforme a música. 
Mordo seu lóbulo, e, com a respiração já ofegante, faço um trilho de beijos até sua boca, onde nossas línguas se juntam. Era esse beijo que eu precisava, a partir de agora, não respondo pelos meus atos. Agarro seu bunda com força, ela se assusta, mas logo um sorriso se desmancha pelo seus lábios. Ashley mantêm sua mão entorno do meu pescoço, já eu pressionava o corpo dela contra o meu. Com uma das mãos em suas costas, desço o zíper do vestido prata.  Andamos de costas até o pé da cama de Ryan, eu a jogo; Ashley cai deitada. Ainda em pé, puxo a barra do tecido, que desliza pelo seu corpo, jogo-o em algum canto. Estou tão lúcido de tesão que mal consigo me dar conta que estavamos no quarto do meu melhor amigo, e lá fora está rolando uma festa. Beijo-a com mais intensidade, agarrando um dos seus seios. Ela geme baixinho. 
Suas mãos em minhas costas me ajudam a tirar a blusa, e, enquanto desabotoo minha jeans e tiro meu tênis com os pés, trato de arrancar sua calcinha; quando finalmente toco em seu clítoris molhado e quente sinto minha pele se arrepiar por completo. Meu pau está mais duro do que o de costume, eu precisava entrar dentro dela. Quando ergo o olhar, percebo que Ashley já havia tirado o sutiã e me encarava com um sorriso sapeca. 
Não me provoque, garota... sorri de volta, afundando meus dedos em seu cocha e levantando-a, encaixando na lateral do meu corpo. 
Agora é tarde demais retrucou.
Quando penetro em sua intimidade seus olhos se fecham, sua boca se abre soltando um gemido alto. Curvo meus lábios em um sorriso, porém meu foco é encarar aquele corpo estruturado que me seduz desde o dia que a conheci. Mordo o lábio inferior, com a ofegância fora do normal. Ela arranha minhas costas e solta um gritinho agudo; de todas as garotas com quem dormi, ela é a melhor. 
Seus cabelos em sua face não deixa de esconder sua beleza que me deixa com mais prazer inda, dou mais uma arremetida gruindo quando sinto o úmido e aquecido de sua intimidade. 
Aumento a velocidade, assim como o seu gemido aumenta. Quando sinto que nós dois iremos gozar, desacelero, dando duas estocada para finalizar. Ela agarra os lençóis e eu me jogo ao seu lado, embolando-me como ela no tecido fino do lençol.


Foi isso, tentei usar os detalhes que me mandou; não se esqueça de colocar créditos nas notas finais, caso contrário será considerado plágio. 

Um enoorme beijo,



Um comentário. Comente também!

  1. Olá <3 Muito obrigada pela cena, amei e irei dar os créditos.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.