WD RECOMENTA: Maybe Someday — Talvez algum dia — Por Colleen Hoover


Não sei se vou estar viva até o final desse post.



Para quem pediu, implorou, xingou, choramingou por ai. O WD recomenda está de volta e com tudo! Sério, tenho muitos livros para indicar e preciso de pessoas para conversar sobre eles, AGORA!



Para quem não recorda, o WD RECOMENDA é um projeto único — nem tanto — do Wonderful, é o nosso bb. Como todos sabem existem muitos blogs pessoais de garotas que fazer resenha de livros e afins. Como eu e as meninas somos devoradoras de livros — quando o tempo permite — decidimos compartilhar com vocês nossos gostos. É a nossa forma de interagir diretamente. Por isso resolvemos acrescentar ao blog — o primeiro de design de fanfic a trazer — esse diferencial. 



CASO VOCÊS LEIAM ALGO RECOMENDADO PELO PROJETO, PELO AMOR DE JEOVÁ, APAREÇAM NA ASK!! Sério, eu necessito de gente que entenda meus sentimentos bipolares pelos personagens das obras.
Como minha primeira indicação, trago um livro que, nossa, eu amo muito, muito, muito, muito, muito. Vocês não tem noção do tamanho de amor. É o meu segundo preferido, e eu preciso urgente de amiguinhas que tenham lido para conversar e choramingar por ele.
Para baixar o livro, clique na imagem :)




Título: Maybe Someday
Autora: Colleen Hoover
Número do livro: Livro Único
Sinopse: Aos vinte e dois anos de idade, Sydney está desfrutando de uma grande vida: Ela está na faculdade, trabalhando em um emprego estável, apaixonada por seu maravilhoso namorado, Hunter, e é colega de quarto de sua melhor amiga, Tori. Mas tudo muda quando ela descobre que Hunter está traindo ela e ela é forçada a decidir qual será seu próximo movimento. Logo, Sydney encontra-se fascinada por seu vizinho misterioso e atraente, Ridge. Ela não consegue tirar os olhos dele ou parar de ouvir o jeito que ele toca seu violão todas as noites em sua varanda. E há algo sobre Sydney que Ridge não consegue ignorar, também. Após seu encontro inevitável acontecer, Sydney e Ridge encontram-se necessitando um do outro em mais do que uma maneira.
Citação preferida: O LIVRO INTEIRO!


Tenho a mania de ser do contra quase sempre, quem me conhece, sabe muito bem. Me indicaram um livro da Colleen e ao pesquisa-lo percebi que era o mais “famoso”, então eu decidi que não iria ler aquele livro e procurei outros dela, então cheguei a Maybe Someday.

Eu lendo pela nona vez e não sei como vou estar até o final desse post. Eu só preciso de VOCÊS LEIAM para que o possa ter alguém para conversar e choramingar por esse livro. Não consigo descrever em uma palavra o que sinto ao ler e reviver tudo novamente. 


Ótimo. Estou chorando agora. Eu sou uma sem bolsa, chorona, violenta, garota sem teto. E por mais que eu não queira admitir, eu acho que poderia ser também uma garota de coração partido. Isso aí. Soluçando agora. Certeza que isso deve ser o que se sente ao ter seu coração partido.

Tudo começa com uma traição, Sidney está devasta, por descobrir que seu namorado perfeito, Hunter, transa sempre que pode com a sua melhor amiga, Tori, que mora com ela. Ou seja, durante os dois anos em que ela amou o cara, ele esteve colocando inúmeros chifres na cabecinha dela.  E, além de ela descobrir essa traição no dia do seu aniversário, para completar todos o drama da situação, está chovendo... pra caralh**.

Quando você pensa que está lendo mais um clichê entendiante da garota com coração partido. Collen te prende ao livro dela como se dissesse "Você não vai sair daqui, você vai terminar de ler!." E então, você simplesmente continua.

É no meio de toda confusão que um nome aparece, Ridge. Ele é o vizinho, gato e cantor que mora no prédio da frente dela, e é ele que "destrói" o seu dia, contando-lhe sobre a traição. Não é como se eles fossem amigos, nem mesmo conhecidos, o máximo de conversa que eles tiveram foram algumas mensagens de texto. Acontece que todas as noites, a Sydney e o Ridge tinha um tipo de "encontro" em sua varandas. Ela passava a estudar ouvindo o toque do violão dele.  Depois de toda confusão de socar a amiga e o namorado traidor. Sydney é acolhida pelo Ridge  QUERO   —. Eles fazem um acordo, basicamente o Ridge compõe para a banda do irmão dele e está com bloqueio criativo, ele acaba por pedir ajuda a Sydney para escrever as músicas, é como se juntos um completa-se o outro.

Até ao tudo bem, uma linda história de atração e amor. SQN

Eu: Eu te amo. Não se esqueça o nosso vídeo chat hoje. 
Maggie: Você sabe que eu não vou. Já escolhi a minha roupa. 
Eu: É bom que isso seja uma piada cruel. Você sabe que eu não me importo em ver roupas. 
Maggie: ;) 



 Ridge tem uma namorada, RIDGE TEM UMA NAMORADA.

Eu juro que tentei, por diversas odiar a Maggie, mas não dá. Ela não é a típida namorada nojentinha e fútil, ela é... maravilhosa. E o Ridge a ama. Ele sim é típico, o típico namorado fiel e apaixonado, que agora sempre atração pela colega de apartamento.

Isso tudo acontece, nos primeiros capítulos do capítulo. Quando foi a minha primeira vez, deixei de tentar esperar algo, tentar deduzir o que vinha a seguir, era inútil. A Colleen consegue tornar qualquer suposição ridícula, ela acaba com você, te reconstrói, para então te quebrar outra vez. 


Ela aborda um tema lindo nesse livro, de uma forma linda. Maybe Someday supera todos preconceito e tudo o que poderia acabar com o casal, só o torna mais forte. EU NÃO VOU FALAR O QUE É, algo muito importante que muda totalmente o modo de visão da leitura. Após continuar a ler eu senti como se fosse algo do meu cotidianos, mesmo nunca tendo convivido com tal coisa. É algo diferente de tudo o que já tinha visto, acabou tornando esse livro muito especial para mim.

Ei, coração. Você está ouvindo? Você e eu estamos oficialmente em guerra.

Eles estão atraídos, conectados de uma forma especial e ao mesmo tempo se repelindo. Mesmo negando que está se apaixonando pelo Ridge a Sydney tem plena consciência de que seu plano foi por água a baixo. Tudo o que ela queria, era paz, calma, e um recomeço. Mas tudo o que conseguiu foi uma nova forma de quebrar seu coração e ela sabe disse. Apesar de todo sentimento se acumulando, ela fecha os olhos e diz a se mesma que não vai acontecer. Ela não quer ser uma Tori.

Eu sou grato que ela não está com raiva. Eu sou grato que ela não é vingativa. Eu sou grato que ela é sensata. Eu sou tão grato que ela parece ter mais força de vontade do que eu, porque sempre que estou ao redor dela, eu nunca me senti tão fraco.

O Ridge é definitivamente o homem perfeito. Lindo, fiel, talentoso, compreensivo e honesto. Preciso de um na minha vida, URGENTE!.

Eles começam um jogo de sentimentos. Não admitem e ao mesmo tempo jogam na cara um do outro. É ai que a música entra, eles compões algumas, que SÃO VERDADEIRAS. Sim, gente, dá para escutar todas as musicas do livro, MAS não façam isso antes de iniciar a leitura, sério. O mais indicado é ler e ouvir ao mesmo tempo, deixa tudo muito gostoso.

O livro é narrado pelos dois, a escrita tão sensível e romântica. Ao descobrir a forma que a música conecta eles, é impossível não chorar, sério. Chorei nas oito vezes e agora escrevendo aqui, NÃO CONSIGO.

Então é isso gente, SUPER INDICO esse livro para quem gosta de uma bonita história de amor, superação, honestidade e claro, um belo final feliz.


MAYBE SOMEDAY (TALVEZ UM DIA)
Escute a música AQUI

Vendo algo de tão longe
ficando um pouco mais perto a cada dia
Pensando que eu quero torná-la minha
eu correria para você se eu pudesse ficar
o que eu quero não posso exigir
Porque o que eu quero é você

E se eu não posso ser seu agora
eu vou esperar nesse chão
Até você vir, até que você me levar para longe
Talvez um dia
Talvez um dia

Eu tento ignorar o que você diz
Você se vira para mim, e eu me viro pra longe

mas o cupido deve ter me acertado duas vezes

Eu cheiro seu perfume na minha cama
Pensamentos de você invadir minha cabeça
Verdades são escritas, nunca ditas
E se eu não posso ser seu agora
eu vou esperar nesse chão
Até você vir, até que você me levar para longe
Talvez um dia
Talvez um dia

Você diz que é errado, mas parece certo
Você me soltar, em seguida, mantenha-se firme. Palavra
palavras não terminadas, como nossa Canção
nada bom pode vir desse caminho
as linhas estão desenhadas, mas depois desaparecem
por ela eu me curvo, por você eu me quebro

E se eu não posso ser seu agora
eu vou esperar nesse chão
Até você vir, até que você me levar para longe
Talvez um dia
Talvez um dia







ASSISTAM ESSE VIDEO, É MUITO LINDO.

(to na merda)


Fiz playlist no meu canal com as musicas do livros para quem quiser ler.

>>>>>>>>>>> PLAYLIST  <<<<<<<<<<<<<<<






Um comentário. Comente também!

  1. EU AMO ESSE LIVRO, E OS LIVROS DA COLLEEN SÃO MARAVILHOSOS!!!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.