Sinopse: Lovely Doll (Aurora)


Então... Aí está sua sinopse! Espero que goste e peço desculpas pela demora. Caso não tenha gostado, pode refazer o pedido. Comente dizendo o que achou. Seu comentário, além de me servir como motivação, ajuda a sempre melhorar meu trabalho. Se for usar, não se esqueça de dar os créditos a mim, Icchan do Wonderful Designs. Espero que goste! Vlw, flw... o/

SINOPSES
JUSTIN POV
Ela era tudo o que eu queria. Ela parece uma doce boneca, sempre muito linda e amável. Ela é doce, meiga e gentil. Sei que também posso ser, então, sei que sou o par ideal para ela. Sempre a acompanho como se fosse seu fã; às vezes, até assistindo seus ensaios no teatro. Seu amor poderia e vai ser meu. O motivo dos seus sorrisos sinceros serei eu. Seu sei disso!
Uma pena que ainda não é. Pena mesmo, pois coitada dela por não me amar. Mas eu a farei me amar intensamente. Eu a farei minha, só minha! E nossa vida será amorosa, como nas peças que ela encena. Afinal, a vida é como o teatro, onde se vive de todos os sentimentos.

NINA POV
O teatro é minha paixão, minha vida! Amo atuar e sempre foi meu sonho ser atriz. No tablado, posso ser muitas, sendo apenas eu. Posso amar, odiar, desejar, invejar, armar contra algo ou lutar em favor de algo, simplesmente fazendo aquilo que mais me dá prazer.
É gratificante o reconhecimento do público pelo teu trabalho, mas no meu público tem sempre uma carinha familiar. Às vezes, o vejo até nos meus ensaios. Até que o encontrei numa festa. Conhecemo-nos e passamos a nos relacionar. Ele sempre foi um amor, mas, depois, ele se tornou um monstro, e eu sua bonequinha. Um monstro que a bonequinha aprendeu a amar.

TERCEIRA PESSOA
Nina vive para atuar. O teatro é quase uma segunda casa para ela. Apesar de não ser muito famosa, ela já cativa fãs onde passa, já tendo até o tal fã número um. Ele se chama Justin e é obcecado por ela. Uma obsessão doentia, que ele insiste em esconder. Ele passa a seguir aonde quer que ela esteja; inclusive nas festas que ela vai. E foi numa festa dessas que eles finalmente se encontraram, conversaram e passaram a se relacionar.
No início, tudo eram flores, mas, com o tempo, os espinhos espetaram. O mocinho se tornou vilão e, agora, tinha sua bonequinha, a qual privava do mundo. No entanto, a boneca será capaz de amar aquele que lhe faz tanto mal? Pode ser que sim...


Nenhum comentário. Seja o primeiro!

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.